Curso de SQL 2014 – Módulo II

sql2

SQL 2014 – Módulo II

Carga Horária: 40

Pré requisito

Para o melhor aproveitamento do curso avançado de SQL 2014, é imprescindível ter participado do curso básico de SQL 2014 ou possuir conhecimentos equivalentes.

Objetivo

O curso SQL 2014 – Módulo II tem como foco expandir os conhecimentos e habilidades de programadores especializados em criação e manutenção de bancos de dados com uso da versão mais moderna de SQL. O aluno é apresentado de forma prática e fluída a recursos avançados e temas como views, procedures, functions e triggers.

Conceitos Básicos

Introdução.
Arquitetura física.
Modelos de armazenamento: Modelo OLTP, Modelo OLAP, Comparativo entre OLTP e OLAP.
Bancos de dados: Bancos de dados do sistema (Master, TEMPDB, MODEL, MSDB, Resource); Bancos de dados SNAPSHOT, Bancos de dados de usuários, Visualizando bancos de dados.
Objetos de gerenciamento: Metadados, Catálogos (Catálogos do sistema, Catálogos do banco de dados, Procedures que retornam metadados, Funções que retornam metadados).
Grupos de comandos T-SQL.
Referenciando objetos do SQL Server.

Comandos Adicionais

SELECT.
IIF/CHOOSE.
LAG e LEAD.
Paginação (FETCH e OFFSET).
Funções úteis para campos IDENTITY.
MERGE: OUTPUT em uma instrução MERGE. Consultas cruzadas: PIVOT ( ), UNPIVOT( ). Common Table Expressions (CTE): CTE Recursiva.

Opções de Definição de Tabelas Tipos de dados nativos (Built-in).
Tipos de dados definidos pelo usuário: CREATE TYPE, DROP TYPE. CREATE RULE: sp_bindrule, sp_unbindrule.
CREATE DEFAULT: sp_bindefault, sp_unbindefault.
Tabelas do sistema: Tabela systypes, Tabela sysobjects, Tabela syscomments Trabalhando com UDDT.
Sequências.

Sinônimos.

Opções Avançadas

Multiprogramação e concorrência: Bloqueios (Shared (S), Exclusive (X), Update (U), Intent (I), Schema (Sch), Bulk Update (BU), Key-range); Granularidade, Problemas evitados pelos bloqueios, Compatibilidade entre bloqueios, Customizando bloqueios, Customizando bloqueios na seção, Lock dinâmico, Monitorando os bloqueios (Activity Monitor, sys.dm_tran_locks, SQL Server Profiler, Reliability and Performance Monitor); Deadlocks, Timeout.

Acesso para recursos externos: Acessando bancos de dados via OLE DB. Exportando para XML.

Views

Introdução: Vantagens oferecidas pelas views, Restrições, Tabela syscomments, Views de catálogo.
CREATE VIEW: Utilizando WITH ENCRYPTION, Utilizando WITH SCHEMABINDING, Utilizando WITH CHECK OPTION.
ALTER VIEW.
DROP VIEW.
Visualizando informações sobre views.
Views atualizáveis.
Retornando dados tabulares.

Introdução à Programação

Variáveis: Atribuindo valores às variáveis.
Operadores: Operadores aritméticos, Operadores relacionais, Operadores lógicos, Precedência. Controle de fluxo: BEGIN/END.
IF/ELSE.
WHILE: BREAK, CONTINUE, Exemplos, GOTO, RETURN, WAITFOR.

Funções

Funções e stored procedures.
Funções escalares: Funções determinísticas e não determinísticas.
Funções tabulares: Funções tabulares in-line, Funções tabulares com várias instruções. Funções nativas (built-in).
Funções definidas pelo usuário: Funções escalares, Funções tabulares.

Stored Procedures

Vantagens das stored procedures.
Criando, alterando e excluindo stored procedures: Criando stored procedures (Considerações, CREATE PROCEDURE); Alterando stored procedures, Excluindo stored procedures.
Declarando parâmetros de entrada (INPUT): Exemplos, Passagem de parâmetros posicional, Passagem de parâmetros nominal.
Retornando valores: PRINT, SELECT.
Declarando parâmetros de saída (OUTPUT).
Cursor.

Depurando stored procedures: Parâmetros tabulares (table-valued). Recompilando stored procedures.

Tratamento de Erros

Severidade de um erro.
@@ERROR.
TRY…CATCH: Funções para tratamento de erros.
Trabalhando com mensagens de erro: sp_addmessage, RAISERROR, THROW. Exemplo de tratamento de erros.

Triggers

Definição de triggers: Diferenças entre triggers e constraints.
Triggers DML: Tabelas INSERTED e DELETED, Triggers de inclusão, Triggers de exclusão, Trigger de alteração, Trigger INSTEAD OF.
Triggers DDL: Criando triggers DDL.
Visualizando triggers.
Triggers aninhados: Habilitando e desabilitando triggers aninhados.
Triggers recursivos.
Alterando triggers.
Desabilitando e excluindo triggers: DISABLE TRIGGER, ENABLE TRIGGER, DROP TRIGGER.
Considerações sobre a utilização de triggers.

Entre em contato conosco: Clique aqui